Você está aqui
Home > Integrantes

Anderson Gangla

foto perfil anderson

Ator-Manipulador, ANDERSON DA SILVA (em arte ANDERSON GANGLA) inicia seu trabalho em Teatro, na cidade de Diadema, através de oficinas de Dança e Teatro, ministradas por conceituados profissionais da área, contratados pela Prefeitura da mesma cidade, entre eles Luiz Peres, Wilson Julião e Ângela Barros – Teatro – e Cia. de Danças de Diadema e João Aur – Dança.
Seu trabalho com Teatro de Bonecos nasce de uma oficina ministrada em 1998 pelo Grupo SOBREVENTO, também a convite da Prefeitura. Após o curso, com duração de dois meses, recebe um convite para fazer um estágio de seis meses no próprio SOBREVENTO e participar do treinamento de manipulação do Grupo, orientado pelo Mestre chinês Yang Feng – quinta geração da família Yang de titeriteiros de luva -, que esteve no Brasil durante um mês especificamente para tal objetivo. ANDERSON GANGLA é um dos únicos manipuladores de bonecos de luva chinesa do Brasil. Sua aplicação no treinamento acarretou sua participação como Manipulador do espetáculo Cadê o meu Herói? – vencedor do Prêmio Mambembe de 1999, na Categoria Especial, pela manipulação dos bonecos -, fazendo quatro meses de temporada no Centro Cultural São Paulo, dois meses de temporada no Teatro Cacilda Becker em São Paulo, dois meses no Teatro Gláucio Gill, no Rio de Janeiro e participando dos mais importantes Festivais Internacionais de Teatro de Bonecos do Brasil e da Espanha. ANDERSON GANGLA também tem participado de outros espetáculos do SOBREVENTO – Mozart Moments e O Anjo e a Princesa -, como assistente de palco, coordenador de montagem e supervisor das apresentações, não só na cidade de São Paulo, mas também em muitas viagens pelo interior do Estado, por outras cidades brasileiras e outros países da América Latina, Europa e África. Participou, também, como Ator-Manipulador e como Assistente de Direção do espetáculo Brasil para Brasileiro Ver, também do GRUPO SOBREVENTO, integrante da Exposição Coração dos Outros – Saravá, Mário de Andrade. Estreou, em janeiro de 2003 o espetáculo Submundo, cumprindo temporada de três meses no Teatro do Jockey, na cidade do Rio de Janeiro. No mesmo ano, se apresentou em uma turnê patrocinada pela Petrobras, que levou o espetáculo a várias cidades do país. O espetáculo cumpriu temporada no Centro Cultural São Paulo entre os meses de setembro e outubro do mesmo ano. Em 2004 coordenou, juntamente com o GRUPO SOBREVENTO, uma oficina com quase trinta jovens, com duração de 4 meses, em realização graças ao Programa Municipal de Fomento ao Teatro para a Cidade de São Paulo. Em 2006, estreou O Cabaré dos Quase-Vivos, e em 2008, estreou o espetáculo Orlando Furioso, cumprindo temporada na cidade de São Paulo e viajando por diferentes estados do Brasil. Em 2011, estreou A Cortina da Babá. Desde 2007, coordenou oficinas de construção e manipulação de bonecos de diversas técnicas, a convite do SESC Pompeia. Apresentou-se também na Espanha, no Irã, na Suécia, na Estônia e na Inglaterra. Em 2010, criou o grupo Oficina de Bonecos, com espetáculos próprios, apresentados em Sesc, bibliotecas municipais de Diadema, centros culturais de Diadema e São Bernardo do Campo. Ministrou, por meio de seu grupo, diversas oficinas em importantes instituições como SESC em São Paulo, Itaú Cultural entre outros. – FOTO

Thaís Larizzatti

foto perfil thais
Formada pela faculdade Santa Marcelina, em Artes Plásticas, especializou-se, durante 7 anos, em Arte Têxtil, participando de várias atividades no SESC Pompeia, e a Bienal Internacional de Arte Têxtil em Buenos Aires. Participou de duas publicações em gravura, uma delas em conjunto entre Brasil e Cuba, exposições de desenho, gravura. Trabalhou como produtora de exposição para jovens artistas. Foi oficineira nas prefeituras de Diadema e São Bernardo do Campo. Fez o figurino do aclamado espetáculo para bebês Meu Jardim, do Grupo Sobrevento e por isso foi indicada ao Premio Fensa Coca-Cola de Figurinista Revelação. Foi assistente de figurino do Figurinista e Cenógrafo André Cortez, no espetáculo A Cortina da Babá – Grupo Sobrevento, e foi responsável pelos figurinos dos músicos para uma apresentação inédita do espetáculo Mozart Moment’s – Grupo Sobrevento para o SESC Bauru. Em 2010, criou o grupo Oficina de Bonecos com o Ator Anderson Gangla, criando dois espetáculos e ministrando diversas oficinas culturais em respeitadas instituições como SESC SP, Itaú Cultural e outros. Assinou também o figurino e o cenário do projeto aprovado e executado pelo PROAC Contos Fantásticos nas Bibliotecas de Diadema. Hoje também trabalha na produção do Grupo Oficina de Bonecos e do Grupo Sobrevento.

Agnaldo Souza

foto perfil agnaldo
Artista plástico, ator e coordenador de oficinas, AGNALDO SOUZA aprendeu a esculpir em madeira com Mestre Deodato, com quem conviveu durante quatro anos. Iniciou seu trabalho em Teatro o Grupo Encenart, atuando como ator e cenógrafo. Recebeu prêmios por melhor cenografia nos principais festivais do grande ABC, com os espetáculos Sonho dos Sonhos e Ah, Godoy!. Fundou o Grupo Artes e Arteiros, para o qual escreveu e dirigiu diversos espetáculos. Atuou no espetáculo Os Amigos Invisíveis de Mandioquinha com o Grupo Teatral Sol. Para este espetáculo, criou bonecos e cenários. Participou do Projeto FANTOCHES NAS PRAÇAS do GRUPO SOBREVENTO, quando fundou o Grupo Xeque Mate, criando o espetáculo A Pensão dos Amores. Com ele, participou de festivais itinerantes em praças da Zona Leste de São Paulo, do Festival Vaca Amarela, organizado pelo SESC e do 5º Festival de Formas Animadas de Jaraguá do Sul – SC. É responsável pela cenotecnia e criação e manutenção de bonecos e adereços de muitos espetáculos do repertório do SOBREVENTO. Em 2006, passa a integrar o núcleo artístico do SOBREVENTO. Atua nos espetáculos O Cabaré dos Quase-Vivos e A Cortina da Babá e acompanha diversas turnês do Grupo. Esteve com o SOBREVENTO em turnês pela Espanha e pelo Chile.

 

 

Top
X